Mortos pela PM não vão ser enterrados no Catumbi por proibição de traficantes de facção rival - Portal Cabuloso

Últimas Notícias

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Mortos pela PM não vão ser enterrados no Catumbi por proibição de traficantes de facção rival

Os 13 mortos numa operação da PM nas favelas Fallet, Fogueteiro e Prazeres — todas na Região Central do Rio — não serão enterrados no Cemitério São Francisco de Paula, no Catumbi, o mais próximos às comunidades, por conta de uma proibição de traficantes de uma facção rival. As vítimas são envolvidas com o tráfico de drogas nas comunidades que foram alvo da operação, dominadas pelo Comando Vermelho. Segundo parentes dos mortos contaram ao EXTRA, criminosos do Morro da Mineira, vizinho ao cemitério e ocupado pelo Terceiro Comando Puro (TCP), não permitem que os rivais sejam enterrados no local.

— Não pode enterrar lá. Eles dão tiros da favela em direção ao cemitério, ameaçam as famílias, dizem que vão invadir o cemitério e picotar os corpos — afirmou um parente. Todos os enterros devem ser feitos no Cemitério São João Batista, em Botafogo, a 7km das favelas.

As duas facções estão em guerra desde o início da semana, depois da invasão do Morro da Coroa, antes dominado pelo TCP, por criminosos do CV. Parentes confirmam que alguns dos mortos participaram da invasão. Desde quarta-feira, há tiroteios na região.

A ação dos Batalhões de Choque (BPChq) e de Operações Especiais (Bope) foi motivada pela guerra de facções. De acordo com a PM, dez dos mortos foram baleados por policiais do Batalhão de Choque no Fallet. Segundo nota enviada na corporação, os agentes "foram recebidos a tiros e houve confronto. Após cessarem os disparos, dez criminosos feridos foram encontrados em vias da comunidade e foram socorridos". Com eles, ainda de acordo com a PM, foram apreendidos dois fuzis, nove pistolas e cinco granadas.

O Disque Denúncia afirma que as apreensões foram feitas a partir de uma informação anônima passada para a PM de que "traficantes que estariam escondidos em uma casa na Rua Eliseu Visconti".
Já outros três mortos foram levados até o hospital por policiais do Bope, que apreenderam um fuzil e duas pistolas no Morro dos Prazeres. Parentes de um dos mortos alegam que o jovem havia entrado no tráfico recentemente por problemas financeiros.

Todos os baleados já chegaram ao Hospital municipal Souza Aguiar mortos.

Extra

Nenhum comentário: