ESTUPRO COLETIVO E MORTE: missa e homenagens marcam 7 anos de barbárie de Queimadas - Portal Cabuloso

Breaking

Breaking News


terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

ESTUPRO COLETIVO E MORTE: missa e homenagens marcam 7 anos de barbárie de Queimadas

A família e os amigos da professora Isabela Pajuçara e a recepcionista Michelle Domingos estão preparando para noite desta terça-feira, uma missa e homenagens que irão lembrar o aniversário de 7 anos da morte das duas jovens que foram assassinadas no crime conhecido como “Barbárie de Queimadas” – onde 5 mulheres foram estupradas por dez homens e duas delas acabaram mortas.

A partir das 19h30 desta terça (12), na paróquia Nossa Senhora da Guia no Centro da cidade de Queimadas, acontecerá uma missa em memória das vítimas.

RELEMBRE O CASO

O crime aconteceu em fevereiro de 2012 e, no mesmo ano, os outros 9 envolvidos já foram julgados. No dia 12 de fevereiro, cinco mulheres foram estupradas e duas delas – a professora Isabela Pajuçara e a recepcionista Michelle Domingos – foram assassinadas na cidade de Queimadas, no Agreste da Paraíba. Elas estavam em uma festa de aniversário em uma casa com dez homens.

Conforme as investigações da Polícia Civil e a denúncia feita pelo Ministério Público da Paraíba, os estupros foram planejados pelos irmãos Luciano e Eduardo dos Santos Pereira, que teriam chamado amigos para abusar sexualmente das mulheres convidadas para a festa de aniversário de Luciano.

Segundo informações contidas no processo, o estupro coletivo seria um “presente” para o aniversariante.

Seis homens – Luciano dos Santos Pereira, Fernando de França Silva Júnior, Jacó Sousa, Luan Barbosa Cassimiro, José Jardel Sousa Araújo e Diego Rêgo Domingues – foram condenados pelos crimes de cárcere privado, formação de quadrilha e estupro e cumprem penas entre 26 a 44 anos de prisão.

Três adolescentes também foram julgados e sentenciados a cumprir medidas socioeducativas no Lar do Garoto.

Portal PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário