COM A BIBLIA NA MÃO E PISTOLA NA CINTURA: Acusado de matar homem com três tiros na cabeça se entrega à polícia, em CG - Portal Cabuloso

Breaking

Breaking News


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

COM A BIBLIA NA MÃO E PISTOLA NA CINTURA: Acusado de matar homem com três tiros na cabeça se entrega à polícia, em CG

O suspeito de matar um homem com três tiros na cabeça foi preso em Campina Grande. De acordo com a Polícia Civil, a prisão aconteceu depois que José Diego Sousa, de 20 anos, se entregou à polícia na noite da quinta-feira (7). O suspeito ainda entregou uma arma e munições.

O homem, conhecido como “Purê”, é suspeito de matar a tiros Romário Domingos da Rocha, na noite do dia 1º de fevereiro, no bairro Araxá. A vítima foi atingida com três tiros na cabeça.

José Diego se entregou após ir até uma igreja evangélica da cidade e afirmar querer mudar de vida. O homem foi levado para a Central de Polícia Civil por pastores e integrantes da igreja. Ele contou que estava dentro de uma mata escondido ouvindo o culto da igreja, quando decidiu se entregar.

Em uma coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (8), a Polícia Civil disse que o suspeito estava sofrendo ameaças de facções criminosas. Ele é suspeito de roubos, tráfico de drogas e outros homicídios ocorridos na cidade.

Em depoimento à polícia, o homem afirmou que lembra de ter matado pelo menos cinco pessoas. "Matar para ele é prazeroso. As características dele é de psicopata. Ele faz tudo e conta tudo sem remorso", disse o delegado Francisco de Assis.

À TV Paraíba, José Diego disse que está arrependido dos crimes e que agora a arma dele será a bíblia. "O mundo do crime é muito covarde. Esse negócio de facção é tudo ilusão. Esse mundo do crime não tem o que dar a ninguém. Eu fiz tanto por esse Romário e ele mesmo queria tirar a minha vida", afirmou o suspeito.
O homem alegou ainda que não matou Romário Domingos e que a pistola entregue por ele à polícia era da vítima. Segundo o suspeito, ele teria pego a arma com o verdadeiro autor do crime.

Até as 12h (horário local) desta sexta-feira (8), as informações da polícia eram de que o suspeito já havia passado por audiência de custódia e foi encaminhado para um dos presídios de João Pessoa.

Vítima morta a tiros no dia 1º de fevereiro
Romário Domingos da Rocha foi morto a tiros na noite do dia 1º de fevereiro, em Campina Grande. De acordo com o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Damasceno, a vítima foi atingida com três tiros na cabeça.

O caso aconteceu por volta das 18h30 no bairro do Araxá. O homem conhecido como “Romarinho" chegou a ser levado para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

G1PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário