Ricardo Coutinho transmite governo e a faixa de governador para João Azevêdo - Portal Cabuloso

Breaking

Breaking News


terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Ricardo Coutinho transmite governo e a faixa de governador para João Azevêdo

Ricardo Coutinho transmitiu oficialmente o governo para o novo governador, João Azevêdo, e passou a faixa de governador, no início da noite desta terça-feira (01), após a solenidade de revista às tropas em frente ao Palácio da Redenção, no Centro do João Pessoa. Ricardo  e destacou que a vitória do socialista foi "a maior que um governador já teve no primeiro turno".

João Azevêdo discursou após receber a faixa de governador e lembrou que "essa história" começou em 2005, na Prefeitura de João Pessoa, referindo-se a quando foi secretário de Ricardo, quando prefeito. "Ela demonstra claramente a forma como nesse Estado se faz política. Não a política do interesse pessoal, mas pensando na população e a política que se faz por missão", disse João Azevêdo, acrescentando que tem orgulho pela Paraíba ser conhecida, hoje, nacionalmente, por tudo que ela produz e que ela conseguiu gerir, devido ao estabelecimento de metas e do cumprimento dessas metas.

Ricardo, que também fez um pronunciamento antes de João, lembrou que preferiu não deixar o governo no intuito de se candidatar ao Senado porque quis garantir que o Estado estivesse em mãos probas e eficientes.  

"Para nós, que compomos o governo, nós temos uma missão, e a tarefa era garantir que a Paraíba, mais do que nunca, continuasse a seguir adiante", disse Ricardo.

A transmissão do governo e passagem da faixa aconteceu logo após a posse solene de João Azevêdo, em solenidade promovida pela Assembleia Legislativa, no Teatro Pedra do Reino, no Centro de Convenções.

Ricardo disse que João fez uma belíssima campanha, irretocável. "Você foi uma fera", frisou. "Eu quero que você conduza esse Estado com maestria, com inteligência e com compromisso, e leve a todos nós ao patamar que nós precisamos ter, como cidadãos e cidadãs paraibanas, que têm o direito a ter um Estado cada vez mais evoluído. Eu não diria boa sorte, eu diria: bom trabalho", disse Ricardo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário