Flamengo vence Cruzeiro mas fica com vice do Brasileiro - Portal Cabuloso

Breaking

Breaking News


domingo, 25 de novembro de 2018

Flamengo vence Cruzeiro mas fica com vice do Brasileiro

O Flamengo fez tudo para se manter vivo na briga pelo título. Partiu para cima do Cruzeiro, construiu o resultado de 2 a 0 com dois golaços de Éverton Ribeiro, e conquistou a quarta vitória consecutiva no Brasileiro. Mas de nada adiantou. O gol de Deyverson em São Januário, já no segundo tempo, fez a torcida azul provocar no Mineirão: "O cheirinho voltou", foi o grito que ecoou no estádio com o placar que garantiu o título do Campeonato Brasileiro ao Palmeiras na tarde deste domingo.

Mesmo com a vitória, o Flamengo não tem mais chances de título. Garantido na fase de grupos da Libertadores, o clube da Gávea joga em casa na última rodada contra o Atlético-PR. O Cruzeiro, também já classificado para a competição sul-americana, enfrentará o Bahia na Fonte Nova.

O jogo mal começou e Arrascaeta já arranjou espaço para a primeira finalização, embora sem direção. Suportada a leve pressão inicial no Mineirão, o Flamengo deu a resposta aos seis, em boa jogada para finalização de Uribe que Fábio tirou com a ponta dos dedos. E Éverton Ribeiro bagunçou tudo no minuto seguinte. Uma caneta que deixou Egídio procurando a bola seguida de um chute sem defesa, mesmo sem ângulo, um golaço: 1 a 0.

O Cruzeiro procurou manter o ritmo, chegou a reclamar de pênalti em Arrascaeta aos 18, mas chance real só aos 21: Arrascaeta cruzou, Fred fez bem o trabalho de pivô e Robinho apareceu para bater com muito perigo, mas para fora. Aos 27, Vitinho fez boa jogada na esquerda e cruzou para a pequena área, mas ninguém completou. Aos 34, Fred ajeitou com precisão para Thiago Neves emendar de voleio, mas César apareceu bem. Egídio também tentou aos 42, mas o placar se manteve até o fim.

A etapa final começou exatamente como a primeira: Cruzeiro no ataque. Por pouco, Thiago Neves não empatou logo no primeiro minuto. O Flamengo respondeu rápido no chute rasteiro de Vitinho, aos dois, que Fábio tirou com a ponta dos dedos.Mas, aos seis, o goleiro do Cruzeiro não teve o que fazer. Éverton Ribeiro recebeu na entrada da área e bateu colocado, com efeito, outro golaço: 2 a 0.

Aos 15, por muito pouco Dedé não diminuiu. Ele ganhou no alto, mas René apareceu para cortar quase em cima da linha. Aos 23, David teve boa chance, mas a zaga rubro-negra desviou. A partida ficou mais equilibrada, perdendo um pouco em velocidade. Aos 32, mais uma vez o Cruzeiro ficou no quase. David tentou, mas Pará tirou com César já batido. Em seguida, Rodholfo cortou também quase na linha a tentativa de Egídio e, aos 34, César fez linda defesa no chute de Edílson.

Éverton Ribeiro, desde o primeiro minuto, foi a principal opção rubro-negra na frente. Se movimentando muito bem, marcou um golaço logo aos sete minutos depois de um drible desconcertante em Egídio. Mais um para a estatística da "lei do ex". Teve mais. No início do segundo tempo, recebeu na entrada da área e bateu com efeito, no canto, de novo sem dar chance para Fábio. Outro golaço.

Thiago Neves foi um dos jogadores mais perigosos do Cruzeiro. Se movimentou bem e fez boa parceria com Arrascaeta na criação. Ele teve algumas chances, mas não conseguiu o gol. Ainda assim, foi quem mais deu trabalho à defesa rubro-negra.

Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário