Delegado Walber Virgolino vai propor CPI da Segurança para investigar assassinato de Bruno Ernesto, Propinoduto e Operação Cartola - Portal Cabuloso

Breaking

Breaking News


quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Delegado Walber Virgolino vai propor CPI da Segurança para investigar assassinato de Bruno Ernesto, Propinoduto e Operação Cartola

O deputado eleito, delegado Walber Virgolino ( Patriota) assim que assumir o mandato a partir de 1º de janeiro de 2019, vai propor a CPI da Segurança, que segundo ele vai abrir a caixa preta em escândalos como o assassinato do jovem Bruno Ernesto, o Propinoduto e a Operação Cartola. “A sociedade clama por resposta na investigação desses casos. O caso do Propinoduto tem 8 anos, o assassinato de Bruno Ernesto está perto de 7 anos, e tem algo aí que não cheira bem. Além disso a Operação Cartola  precisa descobrir que jogo sujo é esse. Precisamos levar esses casos ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal, pois a Polícia Civil não resolve, competência tem pra resolver, mas falta imparcialidade para dar a resposta nesses casos”comentou o deputado eleito.

A declaração do deputado eleito Walber Virgolino foi dada, ao Blog, no início da tarde desta quarta-feira, dia 31, depois da polêmica em torno da exoneração pelo governador Ricardo Coutinho, do delegado Lucas Sá, responsável por diversas investigações na Paraíba, entre as quais a Operação Cartola, que descobriu esquema de corrupção no futebol da Paraíba, e que no último domingo a reportagem da TV Globo revelou uma conversa por telefone entre dois dirigentes do Botafogo da Paraíba, na qual o diretor do Belo, Breno Morais, afirmou que o governador Ricardo Coutinho teria perguntado a ele porque não tinha comprado o árbitro no jogo entre Atlético Mineiro e Botafogo PB, pela Copa do Brasil.

Segundo consta nos autos em processo que tramita na 4ª Vara Criminal em João Pessoa, e que foi revelado pela reportagem da TV Globo, em matéria exibida no programa Esporte Espetacular, no último domingo, o governador Ricardo Coutinho e o dirigente do Botafogo, Breno Morais, estavam assistindo ao jogo Atlético Mineiro x Botafogo, nas cadeiras do estádio Almeidão, no dia 21 de fevereiro deste ano de 2018. Quando em dado momento, segundo consta na interceptação telefônica autorizada pela Justiça, Breno disse ao outro dirigente que o governador Ricardo Coutinho afirmou : “Breno, o certo era você ter comprado o juiz de um jogo desse aí”, ao que Breno teria respondido : “Eu sei, mas não tive jeito de chegar”.

Blog Marcelo José

Nenhum comentário:

Postar um comentário