Raoni é o primeiro candidato a registrar em cartório posicionamento contra o aborto - Portal Cabuloso

Breaking

Video of the Day


segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Raoni é o primeiro candidato a registrar em cartório posicionamento contra o aborto

O democrata Raoni Mendes foi o primeiro candidato a deputado a registrar em cartório o seu posicionamento em defesa da vida, contra a legalização do aborto. A assinatura, autenticada nesta segunda-feira (27), faz parte da Campanha Nacional de 2018 'A Vida Depende do Seu Voto'. O objetivo é atrair candidatos a deputado e ao Senado Federal para se posicionarem oficialmente contra a pratica do aborto. Raoni Mendes incluiu o Nascituro na Lei Orgânica Municipal de João Pessoa, no período em que foi vereador da Capital.

O candidato foi a um cartório de João Pessoa para oficializar sua participação na campanha. "Além de todas as iniciativas que tivemos no nosso mandato na Câmara Municipal e na Assembleia Legislativa em defesa da vida, eu agora saio do cartório após ter assinado o compromisso com a campanha A Vida Depende do Seu Voto. Assinado e autenticado esse compromisso de defender a vida desde a sua concepção até a sua morte natural. É um princípio que não abro mão", justificou Raoni.

A campanha A VIDA DEPENDE DO SEU VOTO consiste na identificação dos candidatos ao parlamento, que estejam comprometidos com a defesa da vida desde a concepção, e que se oponham à invasão das atribuições constitucionais do poder legislativo, visando à liberação e/ou descriminalização do aborto. "Uma série de partidos se expressa claramente a favor da legalização do aborto no Brasil, entre eles o Partido Verde (PV). Lutar contra a legalização do aborto tem sido e continuará sendo uma luta do nosso mandato no legislativo", disse o democrata.

No período em que foi vereador, Raoni Mendes teve a aprovação do projeto de emenda que dispõe sobre a proteção integral ao nascituro, ou seja, ao ser humano concebido, mas ainda não nascido. “Considero o direito à vida como direito fundamental. Essa é a principal bandeira de defesa não só dos católicos, como de toda pessoa verdadeiramente espiritualizada. Precisamos garantir o direito fundamental que está no artigo 5º da Constituição Federal, que diz que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se a inviolabilidade do direito à vida”, defendeu Raoni.

Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário