Parada da Diversidade cancela Johnny Hooker após ameaças - Portal Cabuloso

Breaking

Video of the Day


sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Parada da Diversidade cancela Johnny Hooker após ameaças

Após dizer que “Jesus é travesti” e causar polêmica no palco principal do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), o cantor Johnny Hooker teve sua participação na 17ª Parada da Diversidade de Teresina cancelada. O evento acontece no próximo dia 2 de setembro, na capital do Piauí. O Grupo Matizes, responsável pela organização da Parada, explicou que vem recebendo várias ameaças pelas redes sociais e preferiu substituir Johnny, que seria a atração principal, por Pabllo Vittar.

“O cantor Johnny Hooker não se apresentará mais no show de encerramento da 17ª Parada da Diversidade, vez que os órgãos de segurança e tampouco o Matizes, dispõem de mecanismos para evitar que as ameaças de ‘dar uma surra’, ‘rebolar pedras’, ‘queimar esse bicho vivo’ sejam concretizadas por aquelas pessoas que as fizeram, haja vista que o evento acontece em espaço aberto”, informa a nota.

A organização também reforçou que recebeu os comentários com “perplexidade e irresignação”, e que copiou algumas das postagens com manifestações de ódio e intolerância – que constituem crime -, e vai entregar o material às autoridades para que seja feita a apuração.

Nesta quarta-feira (15), durante a 29ª edição do Prêmio da Música Brasileira, Hooker disse, em entrevista, que não afirmou que Jesus era travesti, mas que ele é, no tempo presente. “Eu não disse que era. Eu disse que é. É diferente. Não falei da figura história, e sim do que a figura representa”, explicou o artista.

Ainda na entrevista, Hooker lamenta a decisão da organização da Parada da Diversidade em cancelar sua apresentação. “Não foi uma decisão minha cancelar o show em Teresina, foi uma decisão deles. Acho delicado, porque abre um precedente ruim para a comunidade LGBTQI no Brasil”. Ele ainda finaliza o pensamento, declarando que “a gente não pode dar a vitória para pessoas com discurso de ódio ou extremistas”.

As declarações de Johnny Hooker no palco do FIG aconteceram depois da polêmica, do cancelamento e da reinserção da peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” na programação oficial do Festival de Inverno. Organizações religiosas teriam pressionado a Prefeitura de Garanhuns para que o espetáculo fosse barrado na cidade. “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” é protagonizado pela atriz trans Renata Carvalho, que assume o papel de Jesus Cristo.

Portal Paraiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário