Deyverson chora por expulsão no Palmeiras e vai ao vestiário do Bahia se desculpar por cotovelada - Portal Cabuloso

Breaking

Breaking News


quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Deyverson chora por expulsão no Palmeiras e vai ao vestiário do Bahia se desculpar por cotovelada

Deyverson fazia uma boa partida na Fonte Nova até os 45 minutos do segundo tempo, quando ele subiu para disputar uma bola pelo alto e acertou uma cotovelada em Mena. Expulso com auxílio do árbitro de vídeo, o atacante deixou o gramado chorando.

Depois do jogo, o palmeirense, que foi eleito pela CBF como o melhor atleta em campo nesta quinta-feira, tentou explicar a jogada e foi até o vestiário do Bahia para se desculpar com Mena pelo ocorrido.

– Subi para cabecear a bola e infelizmente não vi o jogador vindo atrás. Meu cotovelo toca no rosto dele, só que não foi intencional. Pedi desculpa, que ele possa se recuperar o mais rápido possível. Isso acontece no futebol, poderia acontecer comigo também. Espero que todo mundo entenda, que não foi intencional – declarou o jogador.

– Não tinha como não pedir desculpa, foi uma coisa sem intenção. Agora é levantar a cabeça e agradecer ao grupo por ter ganhado o prêmio de melhor em campo. Foi o mínimo que poderia fazer para ele, pedir desculpa – completou.

Ainda no gramado, Felipe Melo defendeu Deyverson e citou a importância do grupo para dar moral ao atacante, que foi titular com Paulo Turra e formou trio ofensivo ao lado de Dudu e Willian. Foi o volante que acompanhou o companheiro até a saída de campo, após a expulsão.

– Nós somos uma família aqui dentro e agora está chegando um treinador que tem como característica muito forte essa situação de família. Ele estava chorando e é um cara que trabalha muito, que quer vencer e vive um momento difícil, e é o momento de darmos as mãos para ele. É diferente, acho que isso faz parte do ser-humano. Infelizmente tem mais gente para te empurrar no buraco do que te dar a mão. E nós estamos ali para dar a mão para ele, porque sabemos que é um cara que luta e é um cara que vai nos ajudar muito aqui dentro – disse.

– Tem que dar moral para o Deyverson, porque as pessoas, principalmente os entendedores de futebol, as pessoas que falam de futebol, eles têm de analisar qual é o verdadeiro potencial do jogador. Às vezes o jogador é de dentro de área, às vezes faz gol, que luta muito para time, e o Deyverson é um jogador que luta muito. Não é um cara que você vai esperar que drible cinco caras é faça um gol, mas é um cara que vai lutar, vai criar jogadas de gol. Teve oportunidades e na hora certa a bola vai entrar. O importante é que ele lutou e nós lutamos por ele até o final também – completou Felipe Melo.

O empate sem gols deixa Palmeiras e Bahia sem vantagens para o jogo de volta, marcado para o dia 16 de agosto, em São Paulo. Quem vencer avança para as semifinais da Copa do Brasil, e se houver outro empate a decisão da vaga será nas cobranças de pênaltis.

Antes do reencontro com os baianos, o Verdão terá pela frente o América-MG (dia 5, em Minas, pelo Campeonato Brasileiro), o Cerro Porteño (dia 9, no Paraguai, pela Libertadores) e o Vasco (dia 12, na arena, pelo Brasileirão).

Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário