AO VIVO: TSE julga candidatura de Lula na eleição de 2018 - Portal Cabuloso

Breaking

Breaking News


sexta-feira, 31 de agosto de 2018

AO VIVO: TSE julga candidatura de Lula na eleição de 2018

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julga hoje o registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na eleição de 2018. O tema foi incluído na pauta do dia por volta das 13h. Segundo a assessoria do tribunal, será julgado o pedido de candidatura em si – que definirá se Lula permanece ou não na disputa –, em conjunto com as diversas contestações ao registro. O relator do caso é ministro Luis Roberto Barroso.
Pela ordem oficial da pauta divulgada pelo TSE, antes do pedido de candidatura de Lula, o plenário julgará primeiro o registro de José Maria Eymael (Democracia Cristã) e depois o de Geraldo Alckmin (PSDB).

Contra o último, há uma contestação apresentada por Henrique Meirelles (MDB), que alega que nem todos os partidos que compõem a chapa do tucano explicitaram em suas convenções a aliança com as demais siglas.

Lula está preso em Curitiba (PR) desde abril, mas registrou sua candidatura à presidência mesmo assim.

Se ele for impedido pelo TSE, ainda cabe recurso ao próprio tribunal e ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O partido tem até 17 de setembro para substituir Lula, em  caso de impedimento. Se isso ocorrer, quem assume a cabeça da chapa é Fernando Haddad (PT), com Manuela D’Ávila (PCdoB) como vice.

Candidatura de Lula  

A participação de Lula nas eleições é alvo de 16 pedidos de impugnação, que serão reunidos em um só, seguindo o protocolo do TSE.

A expectativa, no entanto, é que a Corte decida imediatamente sobre a participação do ex-presidente na campanha, antes de entrar no mérito da sua participação nas eleições como um todo.

Segundo a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, o PT tem estratégias prontas pra qualquer cenário: com Lula participando do início da campanha, de parte dela, ou já fora do páreo antes mesmo da largada.

Lula está preso na Polícia Federal em Curitiba (PR) desde abril, depois de ter sido condenado a 12 anos de prisão no caso do tríplex do Guarujá.

Pela Lei da Ficha Limpa, ele já está inelegível, pois sua condenação foi confirmada em segunda instância. O ex-presidente espera poder participar da campanha mesmo assim, com base em precedentes jurídicos.

Atualização

O plenário do TSE deferiu o registro de candidatura de José Maria Eymael, às 14h46. O pedido de registro de candidatura de Geraldo Alckmin e de Ana Amélia foi deferido às 16h25.

Clickpb

Nenhum comentário:

Postar um comentário