Quatro pessoas são presas suspeitas de integrarem grupo de extermínio na PB - Portal Cabuloso

Breaking

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Quatro pessoas são presas suspeitas de integrarem grupo de extermínio na PB

Quatro pessoas foram presas suspeitas de integrarem um grupo de extermínio nos municípios de Capim e Mamanguape, no Litoral Norte da Paraíba, e em João Pessoa, capital do estado. De acordo com a Polícia Civil, a “Operação Justiceiros” foi deflagrada com o objetivo de prender o grupo de vigilantes particulares que atuava matando criminosos nessas cidades.⠀ ⠀ Segundo a polícia, as investigações começaram depois de um crime que aconteceu em fevereiro deste ano, quando uma mulher grávida foi morta na cidade de Capim. Após o caso, os investigadores conseguiram descobrir que o alvo era o marido da vítima, um suspeito de vários roubos no município.⠀ ⠀ Após as investigações, a polícia chegou a suspeita de que os vigilantes estivessem envolvidos em quatro assassinatos e duas tentativas de homicídios, somente em 2018, além de crimes em anos anteriores.⠀ ⠀ Foram presos preventivamente, na cidade de Capim, os irmãos Ednilson Cipriano Alvino dos Santos, de 28 anos, e Edilson Alvino dos Santos, de 24. Em João Pessoa, a polícia prendeu Marciel Antonio de Lima, de 29 anos, que responde na Justiça por quatro assassinatos e quatro tentativas de homicídios em Santa Rita.⠀ ⠀ Ainda na capital, a polícia prendeu José Barbosa da Silva Filho, de 44 anos, suspeito de ser um dos líderes do grupo. De acordo com o superintendente da Polícia Civil, Marcos Paulo Vilela, José Barbosa é suspeito de liderar os vigilantes para que possam atuar nesse tipo de ação criminosa.⠀ ⠀ Segundo Carlos Antônio Júnior, advogado de defesa do grupo, os homens desconhecem totalmente as investigações e esses crimes que estão sendo atribuídos a eles.⠀ ⠀ O superintendente Marcos Paulo informou ainda que os quatro presos serão submetidos a audiência de custódia, e a Polícia Civil continuará com as investigações sobre o caso.⠀ ⠀ G1
Uma publicação compartilhada por cabulosopb (@ocabulosooficial) em

Nenhum comentário:

Postar um comentário